Conheça 4 histórias de terroristas com planos realmente bizarros

Conheça 4 histórias de terroristas com planos realmente bizarros

Os terroristas são causadores de muitos episódios tristes da história da humanidade – Como por exemplo a grande tragédia do dia 11 de setembro de 2001 e também os recentes ataques em Paris. Mas, nem sempre tudo sai como eles esperam. A caso que eles falham, e acabam se transformando em verdadeiras piadas para o mundo!

 Selecionamos alguns casos que se tornou bizarros, acompanhe:

Bomba no canguru4

Com 19 anos, Sevdet Ramadan Besim decidiu aterrorizar as ruas de Melbourne – Austrália. Ele planejou um ataque contra os policiais durante o dia ANZAC, feriado em que homenageia os soldados que foram mortos durante a histórica batalha homônima. O erro do jovem foi decidir usar um canguru – Animal que é o símbolo do país.

Besim tinha como objetivo esconder bombas no mamífero, desenhar o símbolo do Estado Islâmico no corpo do animal e depois disso solta-lo em direção dos policiais. O jihadista foi preso antes mesmo de colocar o seu plano em pratica. Cangurus são extremamente violentos e ferozes e seria uma missão quase impossível equipa-lo com Besim sonhava.

Tudo por dinheiro3

Um comandante de médio nível do Talibã, estava necessitando de dinheiro rapidamente, ele queria dólares estadunidenses. Ele estava tão desesperado que decidiu se entregar em um posto das forças militares do Afeganistão, pedindo o resgate por ter capturado a si próprio. O que Mohammad Ashan não esperava era que sua lista de crimes não era tão longa e que o valor oferecido por sua cabeça era de aproximadamente US$ 100. E lógico, ele nunca viu a cor desse dinheiro.

Vítima de sua própria arma

Agora vamos falar dos extremistas arianos. No ano de 2015, o nova-iorquino Michael O’Neill estava se dedicando a fabricação de inúmeras bombas em seu lar, ele utilizava cola que era para selar os explosivos e pregos para aumentar o estrago assim que fossem detonadas. Até que um dia, seus inventos caseiros começaram a pegar fogo.

Desesperado ele começou a pisar nas bombas para tentar apagar o fogo. A explosão arrancou a perna do rapaz e ainda chamou a atenção dos policiais, que foram até o local, encontrando a pequena fábrica do neonazista. Ele foi levado ao hospital e preso assim que foi liberado.

Fiascos biológicos 3

O religioso extremista Aum Shinrikyo ficou conhecido por ter atacado o metrô de Tóquio usando gás Sarin, no ano de 1995. Mesmo que o grupo tenha conseguido alguns resultados positivos em alguns de seus ataques terroristas, alguns falharam miseravelmente. No ano de 1993, alguns dos integrantes lotaram uma van com bactérias Clostridium botulinum (responsável pelo botulismo) e foram para as ruas da capital japonês, com o objetivo de infectar centenas de pessoas.

Porém, mais tarde eles descobriram que estavam usando amostras inativas, que eram incapazes de causar qualquer perigo para as pessoas. Revoltados com a situação eles tentaram usar antraz para atacar os nipônicos, jogando bactérias do terraço de alguns prédios. O que eles não sabiam é que aquilo era apenas amostras de vacinas. Ou seja, em vez de espalhar perigosas bactérias eles fizeram com que suas vítimas criassem resistência contra futuras investidas do grupo com o microrganismo.

E você conhece outros casos iguais a esses que contamos? Comente:

Veja também: 12 reações engraçadas que todo estudante tem na volta às aulas