conheça o mistério que envolve os crânios gritantes da Inglaterra

conheça o mistério que envolve os crânios gritantes da Inglaterra

No ano de 1971, John Collinson um historiador britânico fez uma resenha muito estranha em seu livro “História e antiguidades do Condado de Somerset”. Em uma igreja longe da cidade, os moradores foram assombrados por Theophilus Brome, um homem que fez um pedido assustador, ele solicitou que apenas sua cabeça fosse colocada em sua fazenda, deixando a cabeça separada de seu corpo.

No começo as pessoas não aceitaram a ideia, e assim que tentaram tirar o crânio de Brome da casa, foram surpreendidos com uma cena impressionante: O crânio aparentemente gemeu e gritou, fazendo com que os ouvidos de quem estava ali se perfurasse com os “ruídos de melancolia e desgosto”. Depois de anos se passando, quando as pessoas que viviam aos arredores da fazenda tentaram mais uma vez cavar a sepultura para o crânio, mas a pá se quebrou em dois pedaços, fazendo eles pensar que era um sinal, para deixar aquele crânio em paz.

Essa história foi apresentada como se fosse de terror, apesar de que algumas histórias semelhantes envolvendo crânio vem sendo relatadas por toda Bretanha desde o século 16. A lenda diz que muitos casarões ingleses são a moradia de residentes peculiares. Um espirito espoleta que está dentro de um crânio misterioso. Se bem que, essas histórias variam de um lugar para outro, muitos contam que quando um crânio é tirado de sua casa, ele começa a gritar, fazendo acontecer coisas ruins até que ele seja levado realmente para algum lugar que ele possa descansar e ter paz.

3

As lendas dos crânios que gritam na Grã-Bretanha são simplesmente fascinantes, pela história que insiste em ser passada de geração a geração, chamando atenção pelo mistério que envolve suas origens. Infelizmente existe pouquíssimas literaturas acadêmicas que conta mais sobre a lenda dos crânios, alguns entusiastas paranormais perceberam uma ligação forte com a mitologia celta, em que inexplicáveis poderes poderiam estar ligados a crânios amaldiçoados.

Mesmo que alguns estudiosos tentem identificar a origem dos contos, não foi descoberta nenhuma história verdadeira conhecida. Sendo uma história do folclore local, não existe registro histórico, se tornando impossível de rastrear suas raízes.

6

Mas se realmente essas origens estão perdidas, as histórias verdadeiras que deu inspiração estão muito vivas. A mais famosa de todas é a do crânio gritante de Bttiscombe Manor. A história conta que há alguns séculos atrás, um senhor implorou para que o proprietário da casa Azarias Pinney, mandasse seu corpo para a Índia Ocidental depois de sua morte.

Pinney não levou muito a sério o pedido do seu servo e o enterrou em um cemitério local. O morto começou a fazer muito barulho, assombrando a mansão impiedosamente, que a família Pinneys foram obrigados a mandar o esqueleto para a Índia, assim os ruídos e a perturbação desapareceriam.

Atualmente as lendas dos crânios gritantes estão se acabando. No ano de 1963, um exame cientifico estudando o crânio de Bettiscombe conseguiu descobrir que ele pertencia a uma senhora, que viveu a aproximadamente 3000 a 4000 anos atrás contrariando o mito do idoso de Azarias Pinney.

Interessante, não é mesmo?