Depois de viver sua vida em uma gaiola, este cachorro finalmente descobre o que é uma cama

Depois de viver sua vida em uma gaiola, este cachorro finalmente descobre o que é uma cama

Millie, uma bull-terrier de 7 anos, passou a vida em uma gaiola, dando à luz filhotes, era uma verdadeira fábrica de filhotes, não era tratada com nenhuma dignidade. Ela nunca teve uma casa verdadeira… ou até mesmo cuidados veterinários adequados, sua vida era somente para reprodução, para que fossem vendidos. Porém, de um dia para o outro, a sua vida começou a mudar drasticamente, e iria conhecer muitas coisas que ela não conhecia antes. Graças ao resgate de de uma ONG americana que resgata animais explorados, ela foi salva daquela vida de servidão.

E agora ela está finalmente experimentando a felicidade pela primeira vez.

Uma mulher chamada Jill Stafford gentilmente trouxe Millie para sua própria casa, levando-a para ao lado de seus próprios cães. A princípio, Millie estava confusa, e não sabia o que estava acontecendo, visto que nunca tinha entrado em uma casa comum.

desktop-1447782717

Ela não entendia e também não sabia como brincar com brinquedos. Ser parte de uma família era novo para ela.

Com um pouco de amor e paciência, Millie começou a entender o que era ter uma casa, carinho, brinquedos, amor e dedicação para ela.

desktop-1447782718E quando ela era capaz de sentir uma cama morna e macia pela primeira vez? Ela estava dominada pela alegria, não conseguia conter a felicidade dentro de si mesma, de tão feliz em deitar em uma cama pela primeira vez, visto que nunca tinha sentido esta sensação.

desktop-1447782720Se você quiser assistir ao vídeo dela pulando de alegria, você pode dar play no vídeo a baixo e se maravilhar com a alegria dela:

Realmente contagiante! A alegria dela ao encontrar uma cama macia e confortável! Ela ainda está disponível para adoção, porém,  nos Estados Unidos. Acho que irá ter briga para ver quem irá adotar essa cadela tão amavel e cheia de carinho para dar!

Fonte: viralnova.com

Confira também: Novas provas indicam que o Titanic não foi apenas afundado por um iceberg