Doença rara força pessoas a andarem como animais de 4 patas

Doença rara força pessoas a andarem como animais de 4 patas

desktop-1480617005-png

O genu recurvatum congênito, ou hiperextensão do joelho, é uma condição rara que ocorre uma vez a cada 100.000 nascidos vivos.

Pessoas com esta condição, que aparece mais frequentemente em mulheres, nascem com deformidade em suas articulações do joelho. Suas rótulas são deslocadas para o lado, fazendo com que os joelhos se dobre para trás em graus variados. Enquanto alguns ainda são capazes de andar em pé, outros são forçados a usar as mãos como um par extra de pés.

Os primeiros relatos documentados da deformidade são do início do século XIX. Em 1886, uma menina chamada Ella Harper foi destaque em um circo e chamada de “A Menina Camelo”, porque ela andava com “4 patas”, conforme a imagem a cima.

A condição tem sido associada a lesões, partos e famílias que têm “ligamentos soltos”, mas ninguém sabe com certeza o que exatamente o causa.

desktop-1480627988-pngPacientes com hiperextensão do joelho muitas vezes têm outras condições, como displasia do quadril ou pé torto, o que pode levá-los a andar sobre o lado do pé.

A hiperextensão do joelho também pode levar à dor no joelho e nas articulações, assim como à rigidez, e eventual ruptura da cartilagem e do osso.

desktop-1480626507-pngFisioterapia pode ajudar algumas pessoas, mas em casos graves, a cirurgia é a única opção.

Fonte: viralnova.com

Confira também: Ensaio fotográfico se torna emocionalmente por mostrar animais deficientes que foram adotados