Estudo descobriu o que há dentro dos cachorros-quentes, e o resultado é nojento

Estudo descobriu o que há dentro dos cachorros-quentes, e o resultado é nojento

O cachorro-quente é um dos carros chefes do Brasil. Cremos que quase toda a população já comeu um, não é mesmo? Há tanta variedade que fica até dificil escolher qual vamos querer.

Mas nós não sabemos realmente o que existe dentro deles. As vezes comemos em lugares expostos ao relento, ou que não vemos a cozinha, e é aí que mora o perigo. Cientistas pararam para pesquisar o que há dentro dos hot-dogs que comemos. Será que são apenas resíduos de carne embalados e enviados para as empresas que fazem nosso cachorro-quente? Parece simples, mas não é apenas isso. E você continua comendo essa comida. Vamos antecipar uma coisa que existe no seu cachorro-quente: DNA humano.

Agora vamos descobrir mais sobre esta curiosa especiaria.

O estudo analisou 345 amostras de cachorros-quentes de 75 lugares diferentes, e encontraram frango, carne bovina, e cordeiro, em lanches que não podiam conter isso;

1Bom, e este é apenas o começo, pois há muita coisa ainda a ser revelada, se nos aprofundarmos um pouco mais nesta iguaria. Cachorros-quentes listados como sendo de salsicha de peru ou mesmo de frango, possuíam carne de porco, isso é uma grande ofensa para queles que não comem carne de porco devido a sua religião. Pois acabam deixando suas crenças sem mesmo saber.

Além disso, em 10% dos cachorros-quentes vegetarianos pesquisados, houve a incidência de carne neles;

2Este pode ser o menos trágico, pois um estudo aponta que 1/3 dos vegetarianos comem carne e não contam para ninguém. Mas isso não inibe as empresas do que estão fazendo com eles, pois é uma grande falta de respeito.

DNA humano foi encontrado em 2% dos cachorros-quentes de carne e em incríveis 66% dos cachorros quentes vegetarianos! Os vegetarianos estão sendo canibais!

3Não sabemos ainda de onde o DNA humano vem, mas esta não é a questão, e sim que continuamos comendo os mesmos sabendo que há DNA humano dentro deles. Se você tiver um pouco de prática em inglês, pode conhecer mais sobre no vídeo a baixo:

Bom, você ainda continuará comendo cachorros-quentes? A decisão fica sempre para o consumidor final. Nós sabemos que todo esse aviso científico não vai diminuir o consumo de cachorro quente. Você provavelmente vai sair da faculdade ou do trabalho esta semana e se dirigir a uma barraquinha de cachorro quente para comer um, e então provar para a gente que estamos errados, e que os hot-dogs brasileiros são diferentes e uma delícia.

Fonte:omgfacts.com

Confira também: Cientistas descobrem porque devemos tirar os sapatos antes de entrar em casa