Familia adota mulher de 35 anos achando que fosse uma criança de 13 anos

Familia adota mulher de 35 anos achando que fosse uma criança de 13 anos

Barbara Skrlová, de 35 anos de idade, foi diagnosticada com uma doença glandular que afeta o crescimento, deixando o paciente com aparência de adolescente. Barbara estudava em uma faculdade da cidade, porém ela utilizava seu distúrbio para se passar por uma adolescente e com isso usufruir de algumas vantagens.

Pessoas próximas da “garota” conta que desde sua infância ela já apresentava atitudes extremamente violentas e caráter duvidoso, necessitando passar por tratamentos psicológicos por alguns anos. Durante seus estudos, ela conheceu e se aproximou de duas irmãs religiosas que acreditavam que ela teria sido enviada por Deus para juntas cumprirem uma missão especial. Barbara conseguiu se aproximar e ganhar a confiança de Katerina Mauerova, que morava com sua irmã mais velha Klara e dois seus filhos, com a passar do tempo ela se tornou parte da família e acabou indo morar com as duas irmãs.

As três jovens começaram a seguir uma religião que acreditava na bondade dos homens, dizendo que todos poderiam fazer boas ações na Terra, facilitando a sua chegada ao paraíso. Porém, durante a convivência com a sua família nova, Barbara exibia sua dupla personalidade, e muitas vezes se comportava como uma mulher adulta e não como uma adolescente.

Quando ela expressava seu lado mais infantil, demostrava extremo ciúmes dos filhos de Klara e muitas vezes, criava situações que colocava as crianças em grandes problemas com sua mãe. As crianças acabaram se mostrando rebeldes e relutantes, e com isso Barbara deu a ideia de coloca-los em jaulas para impor respeito e castiga-los. No ano de 2007, Klara, Katerina e Barbara estavam mantendo as duas crianças dentro de uma pequena jaula. Ondrej e Jakub não saiam de lá nem para se alimentar e ir ao banheiro.

Barbara era tão esperta que conseguiu notar que as duas irmãs também apresentavam alguns distúrbios psicológicos, e com isso ela conseguia fazer com que as irmãs torturasse ainda mais as duas crianças. Um dia, Barbara e as irmãs foram até a jaula e pediram para que Ondrej colocasse a perna para fora das grades, elas retiraram um pedaço da perna do menino e começaram a praticar canibalismo na frente das duas crianças.

As torturas só aumentavam, e as crianças estavam passando por torturas inacreditáveis. Foi quando, Barbara instalou algumas câmeras para gravar todas as torturas realizadas com as crianças, o que ela não imaginava era que uma família tinha mudado recentemente  na casa vizinha, e também tinha instalado câmeras em sua casa.

A câmera da casa vizinha estava interceptando o sinal da casa das três mulheres, e quando a família assistiu as torturas praticadas contra as crianças, acionou rapidamente a polícia. Quando os policiais chegaram ao local, se depararam com uma das crianças desmaiada, magra, o lugar totalmente sujo e fedendo urina, sangue e fezes.

Barbara conseguiu escapar do local e fugiu para a Noruega. Chegando ao país ela fingiu ser um garoto de apenas 16 anos. Usando o nome de Adam, ela conquistou uma família e inventou uma triste história sobre sua vida. Seu plano deu tão certo que a família decidiu adota-lo e Barbara começou a estudar novamente, se passando por um jovem normal.

Porém não se passou muito tempo para que seus planos maléficos fossem descobertos, e com isso a policia Checa conseguiu localiza-la e exporta-la de volta, onde ela passou por um julgamento junto com as duas irmãs. O trio foi detido e as duas crianças torturas pelo trio de mulheres passaram a viver com seus avós maternos.

Quanta crueldade, não é mesmo?

Veja também: 12 motivos pelas quais você certamente gosta mais de animais do que de pessoas

 (Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? COLABORE COM O AUTOR)