O que essa mulher muçulmana precisa enfrentar para cuidar dos animais de rua é algo desumano

O que essa mulher muçulmana precisa enfrentar para cuidar dos animais de rua é algo desumano

Quem ama incondicionalmente os animais e faz de tudo para ajuda-los sabe muito bem o que é encontrar pessoas preconceituosas e maldosas.

Desy Marlina Amin faz parte de tudo isso. Há aproximadamente 15 anos ele resgata e alimenta animais que estão nas ruas da Indonésia, mas infelizmente ele encontra inúmeras pessoas que se opõe ao seu lindo gesto. Ela é uma mulher muçulmana e desabafa falando que foi Deus que revelou o seu tom, de amar, cuidar e respeitar todas as criaturas inocentes.

Com seu nobre gesto, ela já conquistou aproximadamente 14.000 seguidores no Facebook que diariamente a encorajam e se mostram admiradores de seu trabalho solidário. Mas também existem pessoas cruéis, que tentam desmotivar Desy, não só como na sua vida pessoal como também no mundo virtual. “Eu recebo muitas ameaças na minha caixa de correio. Algumas já chegaram a falar que queriam me matar, mas eu não me importei. Já recebi ofensas e insultas só porque eu decidi ajudar os animais”, conta ela.

Existem interpretações do Islamismo que julgam os cães como seres impuros, e dizem que nós seres humanos devemos evita-los. As criticas que recebo diariamente é por causa disso, por eles acharem que eu estou “ofendendo” Deus.

Segundo Desy, ela não está renegando a sua crença e sim, apenas cumprindo a sua missão, que é ajudar aqueles que precisam. Todos os dias, ela faz comida saudável para dar aos cães e gatos que estão na rua, tudo isso antes de entrar em seu trabalho. Ela é motorista de táxi e com o que recebe em seu trabalho, ela alimenta os animais abandonados.

“Eu tenho certeza do amor de Deus por mim, sei que ele me ouve e me conhece. Ele sorri toda vez que me vê cuidando e alimentando os animais que foram criados por ele”. “Eu apenas estou cuidando do que ele criou. Nós humanos precisamos entender que Deus não criou o mundo apenas para nós, e sim para todas as criaturas.”

Atualmente ela está cuidando de 60 cães e gatos e diz: “Essa é a minha verdadeira alegria, ver todos eles comendo”. “Eu acredito fielmente que todos os “meus” animais rezam todos os dias por mim e se sentem aliviados quando me vê chegando”.

Linda a atitude dessa mulher muçulmana, não é mesmo? Deixe a sua opinião nos comentários: 

Veja também: 20 guloseimas do passado que marcaram época

(Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? COLABORE COM O AUTOR)