Pesquisadores avançam na criação de uma vacina para todos os tipos de câncer

Pesquisadores avançam na criação de uma vacina para todos os tipos de câncer

extra_large-1465291122-immunotherapy-is-the-new-hope-for-cancer-treatment

A ideia de um tipo de droga, que cure todos os tipos de câncer, é uma coisa muito difícil de imaginar, por ser boa demais, não é mesmo?. E enquanto a tal panacéia ainda pode estar um pouco longe, uma equipe de pesquisadores da Universidade Johannes Gutenberg, na Alemanha deram um passo significativo para esta criação.

Detalhando sua pesquisa na revista Nature, os autores do estudo explicam como eles conseguiram fazer com que o sistema imunológico de ratos em atacar e destruir uma grande variedade de tipos de câncer. Doses bem baixas foram utilizadas em humanos para ver como eles responderiam as pesquisas feitas.

Todos os três participantes reagiram bem à vacina, experimentando sintomas gripais leves, bem diferente aos sintomas que uma pessoa tem fazendo quimioterapia, por exemplo. Mais interessante, apesar do fato de que os pacientes receberam uma dose da vacina que foi considerada baixa para ter valor terapêutico, os investigadores observaram que ela estimulou o sistema imunológico, produzindo substâncias anti-cancerígenas.

O tratamento é o último de uma linha de técnicas de imunoterapia que estão sendo desenvolvidas para combater o câncer usando o proprio sistema imunológico do corpo. Neste caso, os investigadores colocam secções do código genético ARN de um tumor no interior de nanopartículas de gordura, os quais foram, em seguida, injetados na corrente sanguínea dos ratinhos.

Depois de detectar esse RNA – que foi protegido pela gordura – células dendríticas dos ratos foram estimuladas a liberar uma substância química chamada interferon-α (IFN), que ativou as células brancas do sangue chamadas células T para atacar e destruir todas as células cancerígenas.

Os resultados – em ratos, pelo menos – foram bastante surpreendentes. Por exemplo, os ratos que tinham sido geneticamente modificados para estarem com câncer de pulmão, se curaram após 20 dias de tratamento.

É relativamente simples de se obter amostras de RNA de cada tipo de câncer, os pesquisadores dizem que não há nenhuma razão para que essa mesma técnica não pode ser usado para criar vacinas para todos os tipos de câncer. No entanto, é importante lembrar que só porque um tratamento funciona em ratos não significa necessariamente que também irá funcionar para os seres humanos.

Apesar disso, os primeiros resultados são positivos: uma das três pessoas que receberam baixas doses da vacina,teve uma ligeira redução no tamanho do tumor, enquanto outro – que recentemente teve seu tumor removido – manteve-se livre do câncer, sete meses depois . O terceiro paciente teve oito tumores espalhados pela pele e os pulmões, que ficaram “estáveis” após a vacina.

Fonte: IFLscience.com

Confira também:9 fatos surpreendentes sobre pornografia que você não sabe