Pesquisadores estão estudando vacina que pode por fim à acne

Pesquisadores estão estudando vacina que pode por fim à acne

Acne é um assunto misterioso para muitos. Cerca de 80% da população entre os 11 e 30 anos sofrem com isso, segundo o NHS (Serviço de Saúde Nacional, do Reino Unido). Mas uma cura pode estar no horizonte, se os testes de uma nova vacina provarem ter sucesso.

Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, tem trabalhado em uma solução para por um fim a esta condição, que é mais comumente experienciada durante a puberdade, mas cada vez mais comum entre adultos.

Eric C. Huang, o pesquisador e líder do projeto, disse à revista Allure: “Acne é causada, em parte, por bactérias P. acnes, que estão com você durante toda sua vida – e nós não podíamos criar uma vacina contra a bactéria porque, de algumas formas, essas bactérias são boas para você”.

“Porém nós encontramos um anticorpo para uma uma proteína tóxica que a bactéria P. acnes secreta na pele – a proteína é associada com a inflamação que leva à acne”.

Em outras palavras, a vacina é um esforço em bloquear os efeitos causadores da acne da bactéria, sem matar a própria bactéria, de acordo com a Allure.

A vacina tem sido testada em biópsias de peles coletadas de pacientes com acne, e resultados iniciais tem sido promissores.

O próximo estágio será de pesquisadores para testar a vacina em pacientes. “A primeira fase desses testes, que pode levar um ou dois anos, será iniciada em breve”, disse Huang.

Os casos de erupções são mais comumente ligados a mudanças hormonais, algumas delas que causam glândulas secretoras de gorduras a produzir um excesso de óleo. Mas os médicos ainda não conseguiram identificar a causa exata dessa doença de pele.

O NHS estima que cerca de 5% das mulheres e 1% dos homens tem acne até os 25 anos, com casos de acne entre adultos, particularmente as mulheres, estando em aumento, de acordo com o The Telegraph.

Ele reportou que um estudo do ano passado descobriu um aumento de 200% no número de adultos procurando ajuda especialista para o tratamento da acne. Ele também descobriu que mulheres eram cinco vezes mais propensas do que os homens a serem afetadas pela acne nas fases mais avançadas da vida, graças a eventos de ligação hormonal, como menstruações, gravidez e métodos contraceptivos.

Conversando com o The Telegraph, a dra. Stefanie Williams, diretora médica do Eudelo (Centro de Dermatologia de Londres), chamou o aumento de casos de acne em adultos de “uma epidemia”.

“Nós temos tantos casos (neste país)”, ela disse. “É importante reconhecer que isso é uma doença de pele. Não é normal e não é um rito de passagem”.

Fonte: IFLScience