Realmente existe ejaculação feminina?

Realmente existe ejaculação feminina?

extra_large-1465570078-cover-imageExistem dois tipos de pessoas no mundo: aqueles que se perguntam o que a ejaculação feminina realmente é, e os mentirosos. É uma questão científica como qualquer outra. Então, o que os cientistas têm a dizer sobre isso?

Operações Secretas

Em primeiro lugar, a ejaculação não acontece sem um orgasmo anterior. Tanto os homens como as mulheres podem ejacular quando atingem o orgasmo, mas a versão masculina é bastante diferente da feminina. Considerando que o membro reprodutor masculino é bem mais simples -um pouco de estímulo vigorosamente, você terá seu orgasmo -,  existem várias maneiras para que uma mulher atinja o orgasmo, e eles podem produzir resultados baseados em fluidos altamente variáveis.

Algumas precisam de muito pouco para alcançar o orgasmo, enquanto outras demoram muito mais tempo. O psicológico, humor e conforto emocional desempenham um papel enorme em muitos casos. Há, muitas vezes um debate a respeito de quantos tipos de orgasmo uma mulher pode ter, mas os cientistas dizem que existem dois tipos: um causado por penetração, o que estimula todo o clitóris e complexo vaginal, e outro causado pela estimulação do clitóris externo.

content-1465569622-shutterstock-120584338

O assunto é complexo, mas quando uma mulher atinge o orgasmo, os fluidos são, algumas vezes, ejaculados – porém, muito diferente do homem, que libera uma grande quantidade. Em se tratando do primeiro orgasmo, os homens sempre ejaculam uma grande quantidade de fluídos, mas apenas entre 10 e 40 por cento das mulheres experimentam uma emissão involuntária de fluido. Os volumes podem variar muito, mas a quantidade de ejaculação feminina é entre 30 e 150 ML.

Faz sentido pensar que a ejaculação está lá para ajudar o processo reprodutivo, e que, idealmente, a ejaculação feminina está lá para ajudar a ejaculação masculina dentro da vagina. Para que o esperma consiga nadar por dentro da vagina, e assim, conseguir fecundar a mulher.

Um estudo recente queria saber se a ejaculação feminina era de fato um ato de “lubrificação”, assim, os pesquisadores pediram para algumas mulheres, coletarem os fluídos, sendo que algumas, conseguiram quase encher um copo considerável, conseguindo até mesmo, manchar os lençóis. Analisado essas amostras, eles descobriram que a maioria desses “fluídos” eram na verdade, apenas URINA! Porém, algumas, produziam realmente um fluído que a vagina libera.

Assim, eles chegaram a uma conclusão: Existem dois tipos de ejaculação feminina, uma que é basicamente urina, e outra, com elementos que facilitam a penetração e fertilização, e tudo depende de como a mulher está se sentindo.

Fonte: iflscience.com

Confira também: Veja o assustador resultado que o extremo alcoolismo pode causar no seu corpo